Artigos, Reflexões, Notícias e Atualidades.
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  Conectar-seConectar-se  Registrar-seRegistrar-se  
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
Tópicos similares

Compartilhe | 
 

 A ONU decide impôr à Santa Sé como deve ser nossa doutrina

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Presbítero Maurício
Admin
avatar

Mensagens : 352
Data de inscrição : 27/07/2010
Idade : 59
Localização : Campos do Jordão SP Brasil

09022014
MensagemA ONU decide impôr à Santa Sé como deve ser nossa doutrina




Dom Silvano Tomasi, Observador Permanente da Santa Sé ante as Nações Unidas em Genebra, fez, no dia de ontem, críticas muito sérias ao modo injusto e ideológico como a ONU tratou o Vaticano em relação aos casos de pedofilia nas suas observações conclusivas da Comissão da ONU sobre os Direitos da Criança e podemos ver no relatório a imposição das preferências da ONU sobre a moral e disciplina da Igreja.

A ONU, neste Comitê, acusou o Direito Canônico por não proteger a criança contra discriminação e ainda ousou ditar normas ao Direito Canônico:

“O Comitê recomenda que a Santa Sé empreenda uma abrangente revisão no seu quadro normativo, em particular o Direito Canônico, com uma visão garantindo uma conformidade total com a Convenção” (n. 14)

O relatório está recheado de recomendações invasivas que ditam que a Santa Sé deve promover a Convenção na formação dos seminaristas, fornecer o material da mesma onde a Igreja atua com os direitos que a ONU ditar. Em resumo: quer impor que a Igreja desperdice tempo e esforço promovendo o “Evangelho das Fundações Internacionais”.

Também o relatório se esforça por impor à Santa Sé que condene toda forma de “discriminação” de gênero:

“O Comitê insta a Santa Sé a fazer uso de sua autoridade moral para condenar todas as formas de perseguição, discriminação e violência contra as crianças baseados em sua orientação sexual ou a orientação sexual de seus pais e apoie os esforços de nível internacional pela descriminalização da homossexualidade.” (n. 26)

“O Comitê reitera que a Santa Sé não fornece informação das medidas tomadas para promover a igualdade entre meninas e meninos e para remover os estereótipos de gênero [a família natural] dos livros didáticos das escolas católicas como requerido pelo Comitê em 1995.” (n. 27)

E a invasão não para por aí, pois impõe que se adeque aos programas de “saúde reprodutiva” ou “planejamento familiar”:

“O Comitê insta a Santa Sé que trate do abandono de bebês através do fornecimento de planejamento familiar, saúde reprodutiva, …” (n. 36)

Ao final, não teme impor descaradamente à Igreja que reconheça todas as formas de família, mesmo que isso destrua a liberdade religiosa da mesma:

“O Comitê recomenda que a Santa Sé garanta que a lei Canônica disponha à reconhecer a diversidade de contextos familiares e não discrimine crianças baseados nos tipos de família em que vivem” (n. 49)

Também ataca descaradamente a doutrina contra o aborto:

“O Comitê insta a Santa Sé que reveja sua posição sobre o aborto que expõe a vida e saúde de meninas grávidas à riscos evidentes.” (n. 55)

Com isso, Dom Silvano Tomasi, exclamou alarmado com o ataque ideológica à doutrina, disciplina e liberdade da Igreja e reiterou que a Igreja pretende cumprir o que se encontrava no texto da Convenção sem esses desvios ideológicos:

“A Santa Sé responderá, porque é um membro, um Estado Parte da Convenção, que a ratificou e pretende observar no espírito e na letra essa Convenção, sem acréscimos ideológicos ou imposições que estão fora da Convenção. Por exemplo, a Convenção sobre a proteção das crianças, em seu preâmbulo, fala da defesa da vida e da proteção das crianças antes e depois do nascimento; enquanto a recomendação que é feita à Santa Sé é a de mudar a sua posição sobre a questão do aborto! É claro que, quando uma criança é morta não existem mais direitos! Então, isso me parece uma verdadeira contradição com os objetivos fundamentais da Convenção que é o de proteger as crianças. Este Comitê não fez um bom serviço às Nações Unidas, tentando pedir à Santa Sé para mudar o seu ensinamento não negociável!”

http://domusmariae.com.br/2014/02/09/a-onu-decide-impor-a-santa-se-como-deve-ser-nossa-doutrina/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.casadooleiro.livreforum.com

 Tópicos similares

-
» Como deve ser inaugurada uma pizzaria?
» forno iglu: assa a pizza com porta aberta ou fechada??
» Santa ceia da CCB e a lei seca ,será que passamos pela dosagem alcoolica ?
» Como colocar fotos no Forum
» como ajeitar o cabelo para dormir?
Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

A ONU decide impôr à Santa Sé como deve ser nossa doutrina :: Comentários

Nenhum comentário.
 

A ONU decide impôr à Santa Sé como deve ser nossa doutrina

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Brasil Cristão :: Cosmovisão :: Ideologias-
Ir para: